Carregando...
Política de Privacidade
Menu

Acesse o KSI - Kurole Sistema Imobiliário

Cantinho de estudos: 10 dicas para organizar esse espaço

Categoria - Manutenção

Autor: Cibele Martins - 27/08/2021

Com a volta às aulas, é muito importante que as crianças tenham um cantinho de estudos. Esse espaço, especialmente dedicado ao aprendizado, que geralmente fica no quarto dos pequenos, é fundamental para que eles possam se concentrar e se dedicar às tarefas. “Todo o quarto deve reflitir o mundo da criança. É um cantinho especial, onde ela brinca, recebe os coleguinhas e estuda com tranquilidade. Também precisa ser um lugar que esteja sempre organizado, assim, já se incentiva esse hábito nela desde cedo”, explica Bruno Garcia de Athayde, arquiteto da Simonetto Móveis Planejados. A seguir, separamos algumas dicas de como tornar o quarto do seu filho um lugar especial para ele, deixando o espaço das atividades escolares convidativo aos estudos. Vamos lá? 

1. Iluminação correta

O primeiro passo é escolher onde o cantinho de estudos será montado. Dê preferência para espaços bem iluminados e com luz natural, como perto da janela. Além disso, não se esqueça de adicionar uma luminária na mesa de estudos, isso ajudará muito na iluminação em dias mais nublados ou quando os estudos forem realizados à noite. 

2. Mesa adequada ao tamanho da criança

O móvel é essencial para que os estudos fluam bem, já que, ao realizar leituras na cama, a criança pode acabar relaxando e não prestando a devida atenção ao conteúdo. Além disso, a mesa contribui para que o pequeno mantenha uma postura adequada, evitando com que fique de mal jeito como ficaria ao tentar estudar deitado na cama. 

Existem diversos modelos que podem se encaixar perfeitamente no quarto do seu filho: mesas com gavetas, mesas simples, acopladas com a cama e, até mesmo, modelos com mesas e penteadeiras. “O projeto precisa priorizar móveis e objetos de decoração que fiquem à altura da criança, encorajando a exploração do ambiente como uma prática educativa”, indica Bruno.

3. Cadeira confortável

 

Imagine ficar horas sentado em um banquinho de madeira sem encosto. Não seria confortável, não é mesmo? Logo as costas começariam a doer, sem falar na falta de comodidade por não poder ajustar a altura do assento. Acontece exatamente da mesma forma com o seu filho, ele também precisa de uma cadeira confortável para sentar e poder realizar seus estudos sem distração ou incômodos. Portanto, procure modelos que se adequem ao tamanho da criança, que possuam encosto e, se possível, regulagem de altura.

4. Aposte nas estantes 

Caso o tamanho do quarto permita, invista em uma estante para poder guardar livros, cadernos e apostilas. Além de deixar o quarto mais organizado, também pode funcionar como um incentivo para que a criança adote (ou intensifique) o hábito de leitura. 

5. Nichos e prateleiras

Caso o quarto não tenha espaço para estantes, nichos e prateleiras são um ótimo meio de aproveitar o espaço livre das paredes de forma inteligente! Além de livros, os nichos também podem receber objetos decorativos, brinquedos e outros apetrechos que fazem parte do dia a dia da criança.  

6. Mesas organizadas

Procure deixar a mesa sempre limpa e organizada, de modo a favorecer a concentração nos estudos e evitar distrações externas. Sobre o móvel, coloque apenas um porta lápis, uma luminária, um caderno e demais materiais que será utilizados. Exceto nos momentos das aulas online, assegure que o computador fique desligado ou que seja usado apenas para pesquisas exigidas pelas atividades. 

7. Quadro de anotações

Esse objeto é super útil para ajudar na organização da rotina da criança. No quadro podem ser anotadas as datas de entrega de trabalhos, compromissos importantes e até mesmo o planejamento do dia de estudos dos pequenos. 

8. Pastas para organização

Tenha pastas separadas ou então uma pasta sanfonada com divisórias para cada matéria que seu filho estuda. Isso ajudará muito na hora de organizar as tarefas e as folhas de resumos. 

9. Delimite os espaços

Procure separar bem os ambientes do quarto de acordo com as funções deles. Por exemplo: a cama é o lugar de dormir, o baú de brinquedos serve para o momento de brincar e a mesa deve ser usada para os estudos. Essa delimitação é necessária para que a criança possa compreender que cada atividade tem sua hora e lugar. Um jeito prático de fazer isso é utilizar objetos que representem uma mudança física no ambiente, como papéis de parede, tapetes e estantes. As cores também ajudam a marcar os diferentes espaços.

10. Respeite a identidade da criança

“No caso de espaços que serão usados por crianças, buscamos sempre inserir sua personalidade no projeto, por meio das cores e elementos que gostam. Poder contar com um espaço só nosso e do nosso jeito é um sonho e quando a criança tem a oportunidade de viver este sonho no começo de vida, é um privilégio que deve ser tratado com todo o carinho”, afirma o arquiteto. Por isso, ouça seu filho na hora de montar o quarto dele. Dê preferência para decorações de temas que ele goste, leve-o para escolher os móveis e não ignore as observações que ele faz quanto à organização do quarto.

Fonte: https://cangurunews.com.br/

Favorito
Comparar